Bote Fé

Reserve na sua agenda o dia 18 de setembro de 2011. Nesta data acontecerá um grande evento católico que mobilizará toda a cidade de São Paulo: “Bote Fé”.

Este grande evento promovido na Arquidiocese de São Paulo faz parte das várias iniciativas de uma campanha promovida pela Comissão Episcopal Pastoral para Juventude da CNBB (CEPJ), em parceria com dioceses, pastorais, movimentos eclesiais, novas comunidades e gravadoras católicas. O principal objetivo desta campanha é chamar a atenção dos brasileiros para a importância da evangelização da juventude.

Todas as paróquias da Arquidiocese de São Paulo e das dioceses vizinhas a manifestarem que “botam fé” na juventude brasileira, durante o evento que realizado na região do Campo de Marte, zona norte da capital.

Para presidente da Comissão para a Juventude da CNBB, Dom Eduardo Pinheiro da Silva, bispo auxiliar de Campo Grande (MS), esta campanha tem o objetivo de ressaltar a preocupação da Igreja no Brasil com a evangelização da juventude.

De acordo com o bispo, a prova deste empenho são as inúmeras conquistas recentes do Setor Juventude da CNBB, desde a publicação do Documento 85, sobre Evangelização da Juventude, em 2007, até a própria aprovação da criação da Comissão para a Juventude, na última assembléia geral da CNBB, em maio. Outra conquista foi a escolha do tema “Fraternidade e juventude” para Campanha da Fraternidade de 2013.

O assessor nacional da CEPJ, padre Carlos Sávio da Costa Ribeiro, ressaltou que este momento privilegiado pelo qual passa a evangelização da juventude no país é confirmado pelo recorde de participação brasileira na Jornada Mundial da Juventude (JMJ), em Madri, entre os dias 16 e 21 de agosto. O número de brasileiros inscritos já supera os 13 mil.

Para o padre Sávio, a campanha “Bote Fé”, também tem o objetivo da dar continuidade à graça que a juventude brasileira viverá na JMJ, quando todos os jovens serão enviados pelo papa Bento 16 para anunciarem a boa nova em seus países.

De acordo com dom Tarcísio Scaramussa, bispo auxiliar de São Paulo e referencial do Setor Juventude da Arquidiocese, o “Bote Fé” “é uma convocação para os jovens, de modo especial, ‘botarem fé em Cristo’, acreditarem nele, se firmarem em Cristo, como base de sua fé. Mas também é uma convocação para toda Igreja a uma atividade missionária para animar as comunidades, melhorar a autoestima, acreditar realmente que Cristo ressuscitou, que Cristo é a vida”, explicou.

Durante a missa de envio dos peregrinos da Arquidiocese para a JMJ, em 24/7, dom Odilo Pedro Scherer, cardeal arcebispo de São Paulo, reforçou o convite para o grande evento “Bote Fé” de São Paulo, motivando os jovens a testemunharem a sua fé em Jesus Cristo para toda a cidade.

O cardeal também manifestou sua adesão ao projeto quando apresentou a camiseta oficial do Bote Fé, que pode ser adquirida no site da Edições CNBB, durante a ExpoCatólica, no início de julho.

Músicos católicos aderem ao Bote Fé

Dentro das iniciativas desse projeto, também está um encontro realizado em 21/6, na sede da gravadora Paulinas-Comep, em São Paulo, com mais de 80 músicos católicos de expressão nacional, que manifestaram que “botam fé” na juventude do Brasil. Nomes e vozes católicas conhecidas se uniram num só coro para cantar “Bote Fé”. Muitos desses artistas participarão do evento de 18/9 em São Paulo.

O encontro histórico foi um momento de partilha entre os artistas e missionários da música, mas também uma oportunidade de formação, que além das presenças de dom Eduardo e padre Sávio, também contou com a presença do padre José Carlos Sala, assessor de música litúrgica, da Comissão Episcopal de Liturgia da CNBB, e os cantores e compositores padre Zezinho e padre Joãozinho.

O padre Joãozinho foi convidado pela CEPJ para a missão de promover a unidade entre as diferentes expressões da música católica neste projeto de evangelização da juventude. Para ele, este encontro foi um  verdadeiro “milagre de comunhão”.

Para o padre Zezinho, considerado o precursor da chamada música católica de mensagem no Brasil, o encontro foi a concretização deum grande sonho. “Seria lindo se tivéssemos todos os anos um encontro como este entre os cantores da fé. Para fazermos o que experimentamos aqui. Um passa para outro suas preocupações. Um criticando o outro e elogiando o outro”.

Padre Zezinho ressaltou a importância dos músicos católicos na missão da Igreja, uma vez que eles podem chegar, por meio de suas canções, aonde os pregadores e catequistas muitas vezes não chegam.

Portanto, não se esqueça! Dia 18/9, em São Paulo: “Bote Fé.”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s