E agora Gabi? (Capítulo 2)

capitulo2sara

Imagem

Oi, então tenho algumas novidades sobre a galera. Durante toda aquela manhã na escola passei angustiada, não conseguia prestar atenção na aula e não tirava o olho do celular ansiosa por noticias. Quando cheguei em casa já fui direto para o facebook ver se não havia nenhuma postagem deles. Quando abri o face vi que tinha um post da Sara, lá ela dizia assim: “Tá difícil acreditar que esse país vai mudar um dia!”. Fiquei curiosa pra saber o porquê daquele comentário, daí então comentei no post dela: “Tá revoltada com o que amiga, aconteceu alguma coisa?”. Mas como ela não estava on, resolvi deixar meus irmãozinhos com a vizinha, sair e ir à casa do Carlos ver se eu o encontrava. Fui até lá, quando cheguei pude ver que seu bairro tinha mesmo alagado, e que seus moveis e os de outros vizinhos estavam todos destruídos e jogados na calçada. Daí procurei pelo Carlos e sua família, mas eles não estavam lá, perguntei para alguns vizinhos se eles sabiam onde estavam, disseram que a prefeitura havia passado de manhã e levado eles e outros vizinhos para um alojamento, mas não sabiam onde.

Quando cheguei de volta em casa fui direto ver se a Sara tinha respondido, quando abri o face vi que sim, ela tinha postado isso:

“Sim amiga estou muito revoltada, até por isso faltei à escola hoje, acredita que ontem a professora de matemática começou a me ofender, dizendo que eu era má influencia, que não deveria estar estudando ali, só porque alguém contou a ela que gosto de meninas. Nossa amiga fiquei com muita raiva e fui até a direção reclamar, e a diretora nem me deu ouvidos. Fui embora tão arrasada que nem procurei por ti. Agora nem ao menos posso falar com meus pais, pois eles ainda não sabem da minha orientação sexual, não sei pra quem correr, estou precisando muito de ti amiga!”, então respondi: ”Sara querida venha para minha casa, aqui conversamos melhor e assim também já te conto o que aconteceu com o Carlos e você me ajuda a buscar noticias do Denis, venha lá pelas 17h”. Depois disso fiquei pensando:

Por que tanto preconceito? Quando será que as pessoas poderão ser livres e felizes com suas opções?

Será mesmo que este país nunca vai mudar?
Para onde será que levaram o Carlos e sua família?
E o Denis hein?

Roteiro para o capitulo 2.

A partir da historinha que você acabou de ler, discuta no seu grupo as questões levantadas pela personagem.

 (Depois de compartilhar as opiniões, leia o texto a seguir).

A saga da Gabi continua e com isso começa a aumentar as dificuldades. Neste episodio nossa amiga se depara com uma situação bem difícil, sua amiga Sara passou por uma situação muito lamentável e não pode se defender. Isso ocorre muito devido a estrutura social em que vivemos que não possibilita muitas vezes que possamos conviver com as diferenças, e passamos a acreditar que as coisas nunca vão mudar. As pedras no caminho dificultam a nossa caminhada em qualquer que seja o segmento; estudos, família, relacionamento afetivo, etc. e isso fica ainda mais difícil quando não sabemos como nos defender e acabamos nos sentindo sóis como aconteceu com a Sara.

O caminho a ser trilhado coincide com o que esta sendo feito pela Gabi, primeiramente se solidarizou com o problema de sua amiga e passou a questionar sua essência. Para nós, qual é o principio do problema ocorrido com a Sara?

Leitura de iluminação
– Lucas 4, 1 – 13.

Como a passagem do evangelho pode ser associada à reflexão da conversão pessoal, integrada ao processo de conscientização da personagem Gabi?

Sugestões
Poema:
“No meio do caminho” (Carlos Drummond de Andrade)
Música: “Perfeição” (Legião Urbana)

Proposta de construção de um mosaico
Nossa historinha será dividia em 6 capítulos. Cada capítulo trabalhado formará uma letra de um grande mosaico.

Para este segundo encontro peça para cada membro do grupo escrever, desenhar, etc., numa folha de sulfite, algo que reflita tudo o que foi trabalhado. Depois juntem todas as folhas e formem a segunda letra do mosaico que será a letra “A”.

(história criada pelo GT “A Juventude Quer Viver”
Arquidiocese de São Paulo)

Acompanhem nosso blog, e aguardem os próximos capítulos desta história de juventude!
Para ver o primeiro capítulo desta história clique aqui.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s