Manifesto do Grupo de jovens Maranatha contra a redução da maioridade penal e contra a pena de Morte, destinados a todos os cristãos.

532258_562756253745633_1297889744_n

Diante da barbárie que temos presenciado nos últimos tempos, o Maranatha é contra as soluções propostas pela mídia e a sociedade pelos seguintes argumentos evangélicos:

  • “Deixai as crianças virem a mim. Não as impeçais, pois delas é o Reino de Deus. “Em verdade vos digo: aquele que não receber o Reino de Deus como uma criança, não entrará nele”. Marcos 10,13-16.

Entendemos que a proposta de Jesus visa encontrar o ser humano sempre em busca de aprender, assim como uma criança. Aquele que se achar o maior dos sábios não terá lugar no projeto de Cristo. Todos nós nunca estamos de todo formados, caminhamos em direção à santidade, mas humanamente seremos sempre como crianças.
Condenar os jovens a cadeia precocemente é achar que estamos de todo formados, o que não é verdade.

  • “Vocês ouviram o que foi dito: ‘Ame o seu próximo e odeie o seu inimigo’. Mas eu lhes digo: Amem os seus inimigos e orem por aqueles que os perseguem, para que vocês venham a ser filhos de seu Pai que está nos céus. Porque ele faz raiar o seu sol sobre maus e bons e derrama chuva sobre justos e injustos.” Mateus 5:43-45

O evangelho nos interpela a olharmos para a nova proposta de Jesus. Ele vem dar luz a lei de Moisés e nos mostrar o caminho que leva ao amor e a paz e não propagação do ódio e da vingança. A pena de morte visa saciar um desejo de justiça que não compartilha com os valores do evangelho. Vingança não é justiça.

  • “Eu vim para que todos tenham vida e a tenham em abundância” João 10, 10.

No projeto de Jesus ele sempre considerou e teve misericórdia das condições de vida do seu povo, sua missão também incluiu o alivio do sofrimento de tantos injustiçados deste mundo. A vida em abundancia é negada a muitos filhos de Deus, e são esses os principais alvos da violência. Antes de reduzir a idade penal temos que garantir visa em abundancia para todos.

  • “Estive preso e vieste me visitar… Tudo aquilo que fizeste ao menor dos meus irmãos é a mim que o fizeste”. Mateus 25 

Todos somos filhos e filhas de Deus. Ninguém nasce bom ou mal, isso é uma construção social. Se existem criminosos, isso não é culpa só do ser individual, mas do contexto que formou esse criminoso. No entanto esse fato não tira a condição de filho de Deus dessa pessoa. A pena de morte é totalmente contraria aos valores evangélicos.

  • “Felizes os que promovem a paz, porque serão chamados filhos de Deus”. Mateus 5, 9.

A violência não é solucionada com a promoção de mais violência. A Pena de morte não só não soluciona a violência como é uma medida que visa propagar ainda mais violência. A verdadeira ação evangélica visa a promoção da paz, e do perdão.

Grupo de Jovens Maranatha
Paróquia N.S. Aparecida  (Vila Zatt)

Acompanhe o grupo de jovens Maranatha, clique aqui para acessar o blog do grupo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s