(SdE) Juventude e Educação, Salve quem puder. Juventude do campo e da cidade: na luta pela educação que queremos!

ecola_brasileiraNos próximos dias somos chamados ao cuidado com algo que muito instiga os jovens e as juventudes há tempos: ” Semana do Estudante 2013, Juventude do Campo e da Cidade, Na luta pela educação que queremos!”

Mas afinal, que Juventude somos e que educação queremos?

“E aconteceu que, passados três dias, o acharam no templo, sentado no meio dos doutores, ouvindo-os, e interrogando-os.  E todos os que o ouviam se admiravam da sua inteligência e das suas respostas.” (Lc 5,46-47)

Jesus,  em sua humildade e mansidão, se pôs com os chamados mestres e doutores,  não somente a aprender, mas também a ensinar. Levava consigo um desejo de algo maior do se tinha e se ouvia, e assim caminhou em direção à promover a mudança que era necessária. Indo além da ordem estabelecida, Jesus queria aprender e ensinar também com os excluídos, com os mais pobres.

Nos disse Paulo Freire: “Se a educação sozinha não pode transformar a sociedade, tampouco sem ela a sociedade muda.”
Quando pensamos em educação, muitas vezes remetemos nossa imaginação às escolas, salas de aulas em quatro paredes, lousa e giz, cadeiras dispostas em filas e o professor a conduzir a turma colocada ali à sua ordem.
Será mesmo este o modelo que queremos seguir? Reconhecemos a importância da educação para o processo de mudança, para a construção da nova sociedade, mas sabemos que não basta somente ela, e sabemos que não se trata de qualquer educação.

Jovens do campo e da cidade apresentam diversas formas de aprendizagem, levados ao ensinamento, ao saber. Português, matemática, história, geografia entre tantas outras, nos levam à desvendar o mundo que se cria e se transforma ao nosso redor. Contudo, os livros estão ali, prontos, querendo nos levar a conhecer uma parte. É preciso ir um pouco mais além, e entrar em contato com a história construída por trás das páginas, desenhadas no decorrer da vida, pelo mundo a fora. É preciso buscar a vida de cada um, perceber que o aprender, não se faz em sala de aula somente, se faz diariamente, na troca, no contato e na partilha com o outro. Ninguém educa ninguém, ninguém educa a si mesmo, os homens se educam entre si, mediatizados pelo mundo.” Paulo Freire

Nós, jovens da Pastoral da Juventude, desejamos uma educação que nos leve ao desenvolvimento da pessoa que somos hoje, para a que seremos amanhã.  Que nos apresente o mundo do trabalho sim, mas em que somos chamados a realizar nossos anseios, colocar-nos à serviço do irmão, da busca de uma efetiva sociedade justa e igualitária.
Queremos uma educação em que todas e todos são chamados a participar, um mundo em que não seja preciso escolher entre a matemática dos livros e a matemática da sobrevivência.
O ensino primário, secundário, terciário, é de direito de toda a população, e deve ser estendido à todos, com igualdade de condições e acessos.

Reconhecemos os diferentes tipos de saberes, e reconhecemos a importância de cada um e todos eles para o processo de aprendizagem de toda a pessoa. Queremos que em suas diversidades, todas/os sejam contemplados com o sabor do aprendizado, da compreensão, do entendimento mútuo.

Com o Subsidio somos convidados a aprofundar nossas reflexões sobre o tema, percorrer um pouco sobre a situação do nosso pais, conhecer o que é preciso mudar, os espaços que precisamos ocupar, e assim, juntas/os, atuar , como Jesus, na busca por um novo mundo, seremos juventude do campo e da cidade na luta pela educação que queremos!

Adriana e Elaine Piccolo – Fé e Política PJ Rebras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s