Mensagem de Páscoa de Dom Milton para o Povo da Região Brasilândia

Cartão de Dom Milton

“Não temais! Sei que estais procurando Jesus, o crucificado. Ele não está aqui, pois ressuscitou, conforme havia dito. Vinde ver o lugar onde ele jazia. Ide já contar aos discípulos que ele ressuscitou dos mortos, e que ele vos precede na Galiléia. Ali o vereis. Vede bem, eu vo-lo disse!” (Mt 28,5-7).

Parece ouvir, hoje, as palavras do anjo, na manhã da Páscoa!

Num tempo de tantos temores, ele nos surpreende: “Não temais!” No anúncio do Ressuscitado é banido todo temor. A morte, o pecado, as trevas foram vencidos para sempre. No Filho de Deus, a vida triunfou!

Sim, o Crucificado, ressuscitou! Aquele que viu seu corpo mutilado, que se assemelhava a um verme, desfigurado, não parecia mais ser um homem – como tantos homens e mulheres do nosso tempo – ressuscitou! Para surpresa dos doutores da Lei que pensavam vingar nele a blasfêmia, o Crucificado vive… Que triste sorte daqueles que o crucificaram… chegará o dia em que contemplarão os que eles transpassaram!

“Não está aqui, ressuscitou conforme havia dito” – o túmulo não foi capaz de prender Aquele que é a Vida. As pedras rolaram, e ressurgiu a Vida! A Vida venceu a morte! Ressuscitado Ele nos garante a vida para sempre!

É preciso que a notícia se espalhe, é preciso “contar aos discípulos que ele ressuscitou dos mortos…” Trata-se da notícia mais alvissareira, retumbante! Os discípulos custaram por compreender, embora Jesus tenha já lhes dito, por diversas vezes do desfecho da sua história.  Ó noite mais clara do que o dia, cantamos no pregão da Páscoa! Ó noite bendita! Ó Luz fulgurante! A vida é vitoriosa!!!

Mas, onde podemos nós hoje encontrá-Lo? Onde podemos desfrutar desta vida, e nos envolver desta luz? Já que Ele está vivo, onde podemos encontrá-Lo? “Ele vos precede na Galiléia. Ali o vereis.” Sim, na Galiléia das nações, na terra dos pagãos, naquela região tão desprezada por causa das suas alianças e da sua história. Ei-lo! Ele está entre os que já não contam. Eles os pobres desta terra… gente sofrida e humilhada.

“Ali o vereis!” – Não basta saber… é preciso ver! Nós o vemos, na medida que o buscamos, na medida que somos capazes de reconhece-Lo na fração do pão, no encontro dos irmãos, nos pequenos e fracos… Ei-Lo: Ressuscitou!!!

Sim, Ele é a nossa Páscoa! Esta é a verdadeira Páscoa! Deixar caírem as escamas dos nossos olhos, como Paulo de Tarso. Abandonar a arrogância dos prepotentes, o orgulho dos satisfeitos… colocando-se a caminho, na busca ansiosa de encontrar o Senhor e deixar-se surpreender por Ele. Só assim nós o veremos! Pode ser que Ele nos espante, talvez à primeira vista possa parecer bem diferente do que imaginávamos. Mas esta é a beleza da Páscoa: saber que o Senhor Ressuscitado se dá a conhecer sempre de uma maneira nova e surpreendente. Ele não se repete… faz novas todas as coisas!

Feliz e Santa Páscoa do Senhor!

+ Milton Kenan Júnior

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s