Freguesia do Ó clama por uma cultura de paz!

10450528_10204119361372170_385006736046930239_n

Matéria do Jornal O São Paulo de 10 a 16 de Junho de 2014, página 18 (Região Brasilândia):

Dezenas de pessoas participaram de um ato contra a violência que assola bairros da Região Brasilândia;

Nos últimos meses, alguns acontecimentos voltaram a chocar a população da Região Brasilândia, novamente o crescimento da violência contra a juventude, sobretudo nos bairros mais periféricos.
Entre os meses de abril e maio duas chacinas resultaram na morte de cinco jovens, que foram assassinados no Jardim Elisa Maria e no Parque Belém.
Preocupados com essa realidade e partindo do pressuposto que a Paz é a única resposta, o setor pastoral Freguesia do Ó realizou, na tarde do sábado, 7, um Ato pela Paz, com o intuito de levantar um clamor, não somente contra a violência de toda e qualquer espécie, mas um ato pela promoção da Paz.
Com o objetivo também de evidenciar que toda e qualquer violência pode ser combatida diretamente por atos de Paz, e que juntos, Igreja e a Sociedade, podem fazer, do mundo, um lugar melhor para se viver e promover uma cultura de paz.
O evento aconteceu no largo da Matriz de Nossa Senhora do Ó e contou com a presença de jovens e padres das diversas comunidades e paróquias do setor, representantes de diversos movimentos pastorais da região, e do bispo auxiliar da Arquidiocese de São Paulo para a região Brasilândia, dom Milton Kenan Júnior.
Apresentações de teatro, leitura de poemas e a reflexão do Evangelho marcaram o ato, que também foi credenciado no Projeto 50 Pontos de Paz do Arsenal da Esperança.
Em sua exortação aos presentes, dom Milton afirmou:
“Para que a paz seja a nossa realidade, precisamos de políticas públicas que assegurem a paz, escolas públicas de qualidade para as nossas crianças e jovens, mais saúde e empregos dignos.”
Para o jovem Matheus Maciel, representante da Pastoral da Juventude, no Setor Freguesia do Ó e um dos organizadores do Ato, lembrar-se dos jovens assassinados no Jardim Elisa Maria e no Parque Belém, é não querer calar-se diante da situação de violência e do ciclo de morte. “Nós como Igreja devemos nos unir, para que as famílias e as comunidades não se sintam coagidas a denunciar estes casos, e não se tornem os próximos alvos desses crimes”.
Os jovens traziam cartazes com frases clamando por paz. Duas meninas de aproxidamente 3 e 6 anos de idade, chamaram a atenção dos presentes no Ato ao trazerem em seu cartaz a frase:
“Proteja-me: Sonho com uma juventude sem sofrimentos”.

Por um Pentecostes de Paz
Durante toda a semana, o bispo regional dom Milton postou diariamente em sua página do Facebook, orações em favor da paz. Textos bíblicos, orações de santos e reflexões acerca da cultura de paz, que somente é dada como o fruto do Espírito Santo. Foi uma bonita forma também de evangelizar os fiéis por meio das redes sociais.

Veja o jornal completo através do link: http://issuu.com/jornalosaopaulo/docs/josp_3006_inteira

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s